Sucesso & Fracasso

Assunto oportuno para final-de-ano.

Sempre na última semana do ano as pessoas fazem seus “balanços” pessoais.

Reflitem sobre o que fizeram de bom e de "não-tao-bom" no ano que se fecha. As metas alcançadas, as realizações positivas, as alegrias. Mas também reflitem sobre os planos não realizados, as metas não atingidas, as tristezas, os revezes, tanto pessoais quanto profissionais. Nem sempre o Fracasso é fruto de um erro da própria pessoa, ou de uma pessoa só. Pode ser um fato externo à pessoa, sob o qual a pessoa não tenha a mínima gerencia. Mas pode ser algo que seja de total responsabilidade da pessoa ou ainda algo que ela tenha atuação ou responsabilidade parciais. De qualquer forma o Fracasso nunca é saboroso, havendo erro nosso ou não. É um fato.

Errar é humano, mas reconhecer o erro não é.

Ninguém gosta de se expor, ainda mais negativamente. A natureza humana tem, em seu lado animal, a característica da defesa, da autopreservação, da sobrevivência. É um instinto que todos os animais têm e no homem não é diferente. A pessoa tem de ser muito evoluida para admitir TODOS seus erros a TODA hora. Em média, as pessoas no seu cotidiano reconhecem menos da metade de seus erros, seja porque não acham que erraram, seja omitindo (numa maneira mais branda) ou mesmo mentindo (numa manifestação mais deturpada) sobre eles. Na verdade, até nossa legislação protege ou no mínimo consente essa prática, ao estabelecer que nenhum cidadão é obrigado a gerar prova contra si mesmo. Ou seja, nesse nosso pedaço do globo, omissão não é condenável socialmente. Mas não vamos nos alongar nessa polêmica.

O fato é que talvez o Fracasso seja o maior dos “erros” que mais se busca ocultar, ainda que instintivamente.

O interessante é que, por outro lado, o Sucesso por definição nunca é definitivo, já diria Churchill. Mais ainda, o Sucesso é, em sintese, o maior causador do Fracasso. O Sucesso essessivo é inebriante e faz com que as pessoas ou organizações fiquem muito autoconfiantes e negligentes em consequência, levando então ao Fracasso.

O Fracasso é apenas a oportunidade para começar de novo com mais Inteligência” – Henry Ford.

Também segundo Ford, “jamais contrate alguém que nunca fracassou”. Como errar é humano e o Fracasso vem para todos em algum momento da vida, se você contrar alguém que nunca fracassou, das duas uma: ou ele vai fracassar agora, trabalhando com você, ou ele é um grande mentiroso.

Alguns Fracassos no começo da vida resultam em grandes benefícios práticos” – Thomas Huxley.

[ Texto consultado: “Sucesso e Fracasso” em “Marketing de A a Z” de Philip Kotler. ]

Portanto, um Feliz 2011 pleno de Sucesso e realizações positivas! 

E se o Fracasso ainda não lhe veio, que venha logo (de preferência antes do carnaval! J), mas venha brando, para você se levantar logo e fácil e aprender com ele.

Abraços e Sucessos (e Fracassos)!

J < / >.

Um comentário:

Por respeito aos demais leitores, o autor do blog se reserva o direito de filtrar comentários julgados inapropriados e spams. Agradecemos seu comentário, que será publicado depois de verificado. Muito obrigado. :)