A Estratégia das 3 Caixas - Vijay Govindarajan

   

Título: A Estratégia das 3 Caixas
Autor: Vijay Govindarajan
Tradução de: The Three Box Solution
Editora: HSM
Ano: 2016
Páginas: 224
ISBN/EAN: 9-788567-389721

Inovação não é um processo linear.

Toda Organização que pensa em inovar sempre se depara com o dilema de como balancear os recursos (tempo, pessoas, energia e dinheiro) entre gerenciar o sucesso Presente e planejar e criar o caminho do Futuro. É um dilema clássico, conhecido por todos.


O professor da Tuck School, Vijay Govindarajan traz um conceito super interessante sobre esse tema, Gestão da Inovação, em seu mais recente livro.

Segundo ele, o sucesso presente tem muito menos a contribuir para o futuro do que se pensa. Fácil lembrar de casos como Kodak, Blockbuster ou mesmo de toda a indústria discográfica.

Muita gente se esquece que na verdade existe um terceiro aspecto, negligenciado por muitas organizações e que muito influencia no sucesso ou não do esforço de Inovação: esquecer o Passado. Independente do balanço entre a eficiência do Presente e o planejamento do Futuro, são justamente as práticas e valores do Passado que impedem a evolução e inovação.

A boa e velha sabedoria do "que nos trouxe aqui, não nos levará lá" faz das organizações reféns de práticas de seu passado. O medo de largá-las muitas vezes sela a ruína de seu futuro.

Desprender-se do passado é acima de tudo mudar hábitos. Filosoficamente, no mundo das ideias e planos, é muito fácil pregar e advogar mudanças. Mas no mundo prático, no nível humano - pois as organizações são no final das contas um punhado de pessoas atuando juntas - mudar hábitos arraigados é muito difícil.

O prof. VJ (como gosta de ser chamado), ensina nesse livro, não apenas estudos de casos reais, mas também ferramentas didáticas para abordar as 3 caixas, áreas esseciais de atuação:

1. Gerenciar o Presente - obviamente que em paralelo a qualquer iniciativa de inovação, a Organização precisa ser capaz de continuar operando "a todo vapor" com máxima eficiência nos negócios atuais, o business as usual. É o que ele chama em outros livros de "máquina de eficiência". Isso não significa que para isso se congele, ficando alheia a mudanças. Pelo contrário, mesmo na máquina de eficiência, existem inovações, mudanças, mas todas elas evolucionárias, lineares. São as tais "pequenas e constantes melhorias" do pensamento japonês do kaizen e do PDCA (do inglês, planeje - execute - verifique - corrija).

2. Crie o Futuro - para garantir a subsistência da Organização no Futuro, um outro time, que ele chama de "time de inovação", deve estudar e simular o futuro e planejar como chegar nele. Nessa atividade, processo é longe de ser linear, e suas métricas de avaliação são totalmente distintas. O principal objetivo não é medir a eficiência, mas validar que os pressupostos da experiência são válidos e como tirar vantagem competitiva disso no futuro. 

3. Esqueça o Passado - similar ao conjunto anterior, uma vez vislumbrado e validado o modelo futuro, o Passado precisa ser analisado para que os fatores e práticas atuais sejam também validados para as atividades futuras. Tudo aquilo que não mais colaborar para o sucesso futuro deve ser intensionalmente abandonado. Óbvio que nada disso deve ser feito de forma abrupta, sem análise de consequências, pelo contrário, igual a qualquer iniciativa de inovação, o "esquecer o passado" deve ser testado e validado.


Muitas das Organizações já aprenderam a lidar com os dois primeiros passos, mas se esquecem do terceiro. Mas justamente o terceiro, as práticas defasadas do Passado podem ser uma âncora indesejada para o progresso futuro. Saber se livrar dessas amarras é essencial.

A Estratégia das 3 Caixas é muito rico em exemplos de ferramentas para por isso em prática.


VJ é profundo conhecedor e estudioso do assunto Inovação. Além de lecionar e prestar consultoria sobre o tema, tem diversos livros-referência publicados. Não poderia deixar de citar e indicar O Outro Lado da Inovação  (2009) e Inovação Reversa  (2012) para ficar apenas nos principais. 

Antes de publicar o livro, o prof. Vijay já vinha divulgando o conteúdo e idéias dele em suas palestras, como na ExpoManagement da HSM. Confira aqui.

No quesito Gestão de Mudanças, sugiro também a leitura de O Poder do Hábito de Charles Duhigg e A Guinada dos Irmãos Heath.

< / >.
   

2 comentários:

  1. Acabei de ler o excelente "The other side of innovation" e fui ao Google procurando mais informações sobre o Vijay e Chris Trimble. Depois de ver alguns videos do Chris Trimblem em Dartmouth, eis que encontro seu blog como link recomendado. Mundo (e internet) pequenos! rs
    Ainda não li "The three boxes solution", mas, pela sua descrição, parece que ele amplia as ideias do "other side...", talvez detalhando um pouco mais a questão do olhar para o futuro. Boa recomendação. Fiquei muito curioso pra ler também.
    Incluiria na sua lista o grande "Innovator's dillema" do grande mestre Clayton Christensen. Esse livro é tão fantástico que tenho a impressão ser impossível escrever qualquer coisa sobre Inovação sem citá-lo, mesmo que involuntariamente.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Reginaldo, o 'Three Boxes' amplia os conceitos do 'Other Side'.

      Tive oportunidade de assistir palestras do prof VJ antes do lançamento desse último livro e ele já vinha explicando esse conceito das 3 Caixas como complemento aos seus livros anteriores.
      Achei super interessante e de muita aplicação na vida real.

      Conheço tbem o livro do Christensen. Li alguns de seus livros (resenhas aqui no blog) mas o Dilema do Inovador em particular ainda está na lista de livros "por ler".

      Grato pelos comentários e dica.

      Abraço e $uce$$o para vc!

      Excluir

Por respeito aos demais leitores, o autor do blog se reserva o direito de filtrar comentários julgados inapropriados e spams. Agradecemos seu comentário, que será publicado depois de verificado. Muito obrigado. :)