As Intrépidas Aventuras de um Jovem Executivo - Daniel Pink

Título: As Intrépidas Aventuras de um Jovem Executivo
Autor: Daniel H. Pink
Ilustrador: Rob Ten Pas
Tradução de: The Adventures of Johnny Bunko
Editora: Campus-Elsevier
Ano: 2008
ISBN/EAN: 9-788535-233629



Vários são os livros que abordam a questão da administração da carreira. Alguns tem o formato de autobiografias de profissionais de sucesso. Outros preferem fazê-lo através de uma história fictícia para melhor ilustrar as situações.

Daniel Pink, famoso por "A Revolução do Lado Direito do Cérebro" (2005) e mais recentemente por "Motivação 3.0" (2009), resolveu abordar o assunto em "As Intrépidas Aventuras de um Jovem Executivo" (2008) de uma forma muito original: um mangá (história em quadrinhos japonesa).


Johnny Bunko é um jovem profissional que trabalha em uma grande empresa na área contábil e passa o dia (e as vezes noites!) às voltas com relatórios, planilhas, análises, etc.
A carreira de Johnny segue o "plano"... ele sempre fez o que os pais, professores, orientadores e chefes disseram para ele fazer. Mas ele não está feliz e começa a desconfiar que está tudo errado. O desejo dele era fazer algo diferente, mas acredita, ou foi levado a acreditar que trabalhando na área contábil teria mais chances no início da vida profissional e que depois poderia tentar ir atrás de seus sonhos.
Certa noite Johnny é surpreendido e passa a receber um "coach" extra de uma criatura sobrenatural que aos poucos vai ajudando-o a resolver seus problemas e questões de carreira profissional.


Veja o "trailer" do lançamento nos EUA:




O enredo todo e o desenvolvimento da trama com tudo que um mangá tem direito, gira em torno de 6 lições que Johnny e seus amigos aprendem ao longo da narrativa:

1. Não há plano
Não comece uma carreira simplesmente por começar em uma área promissora, achando que depois você vai ter experiência ou estabilidade para sair atrás do que realmente quer e gosta.

2. Pense nas forças, não nas fraquezas
100% Marcus Buckingham: não perca tempo tentando melhorar suas fraquezas, descubra suas forças e explore-as logo.

3. Não se trata de você
Faça o que você gosta, mas não seja egoísta. Faça algo que seja relevante para os outros, a sociedade, o planeta, que ao fazer isso você também colhe frutos.

4. A persistência ultrapassa o talento
Mesmo os mais talentosos tem momentos difíceis que os fazem desistir. Grande oportunidade para os que nem tem tanto talento, mas são persistentes.

5. Cometa erros excelentes
Melhor errar tentando algo grande que não errar não tentando nada. Mesmo falhando, ao se tentar algo grande, aprende-se várias coisas que podem trazer sucesso em outras empreitadas posteriores.

6. Deixe uma marca
A carreira tem de fazer algum sentido. A vida é curta e nossa passagem por ela precisa de um propósito. Algo que possa ser dito depois de nossa passagem: "Ela(e) não está mais conosco, mas foi quem realizou tal feito."

Interessante que Daniel Pink explora outros autores e pesquisadores que ele inclusive usa como base para alguns temas seus em Motivação 3.0, como Mihály Csikszentmihályi, Marcus Buckingham e Martin Seligman.

O formato "mangá" engana se pensarmos que se trata de um livro para recém-formados ou apenas para o público jovem. Os conceitos são bem aplicáveis para profissionais em qualquer nível de senioridade e são bem atuais.

Vale a (rápida) leitura.


Veja também as "3 Regras Especiais de Excelência" segundo Daniel Pink.

J < / >.

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Que bom SHELLY.
      Sugestões e críticas sempre bem vindas!
      Abraço e sucesso!
      :)

      Excluir

Por respeito aos demais leitores, o autor do blog se reserva o direito de filtrar comentários julgados inapropriados e spams. Agradecemos seu comentário, que será publicado depois de verificado. Muito obrigado. :)